25.10.06

sai da minha frente, franja!

passo 1 - se olhar no espelho, e não gostar nada do que vê
passo 2 - assumir que o cabelo é sempre a melhor vítima
passo 3 - não ter o que gastar na cabelaria
passo 4 - querer mudar o visual ontem
passo 5 - ter tesoura (qualquer uma) em casa
passo 6 - lembrar que depois dos 20 você já teve franja mais de 10 vezes
passo 7 - molhar a parte da frente dos cabelos
passo 8 - achar ótimo não querer tudo bem retinho
passo 9 - ter grampinhos para qualquer coisa...
passo 10 - secar, esperar a testa ficar amiga dos fios, e ter certeza de que isso foi a melhor coisa que você fez no dia!!

23.10.06

feia, você? não pode ser...

pago um pau pra tudo que diz respeito a ela: a boca, o cabelo, o corpo, as tattoos, o marido. mas olha como a angelina jolie está menos linda na foto ao lado. graças à produção do novo longa que ela roda na índia. o filme se chama 'a mighty heart' e contará a vida do repórter do wall street journal, seqüestrado no paquistão e morto durante apuração para uma reportagem sobre as consequências dos ataques de 11 de setembro. ela faz a mulher dele, que tem exatamente este style. e acho que para ficar mais parecida ainda com uma mortal, afinaram o beição dela também.

20.10.06

photoshopada básica

aquelas propagandas da dove com gordinhas nunca caíram no meu gosto. mas vi um vídeo deles que acho que vale a pena a mulherada ver. não que mostre algo que já não sabemos. mas pode servir de consolo para aqueles dias em que nos achamos a feia do ano. ele mostra como uma normal pode virar a gata do outdoor. é...a equação maquiagem + cabelo + photoshop é tudo na vida de uma modelo. olha lá.

11.10.06

to beat or not to beat?

a relação com a margarina é inversamente proporcional. tem na versão light, quase sem tortura, ops, gordura.

do adfreak

blog cat (opa!)

blogs estão para gatos assim como mulheres estão para chocolate, sabia? pelo menos é que dizem os blogueiros canadenses criadores do 'catmas, a celebration of cat blogging'. para comemorar um software lançado em 3 de outubro de 2003 (uma sexta-feira), eles pensaram em um evento que tivesse a ver, segundo eles, com o clichê de que blogueiros sempre postam fotos de gatos em seus blogs. o título, "post a picture of a cat to your blog day", atraiu a participação de muitos blogs e foi um sucesso. a partir desse dia eles declararam que a primeira sexta-feira de outubro seria, oficialmente, dia de postar fotos de gatinhos em blogs. no ano seguinte, deram um novo nome ao acontecimento, BlogACatMas, e mais pessoas participaram. em 2005, o evento atraiu a atenção de um jornal canadense, o 'globe and mail', que publicou uma matéria intitulada “the truth about cats and blogs”. agora (em 2006), o nome encurtou para 'catmas' e ganhou um domínio na internet, que aceita e publica fotos de gatinhos (nero, gigi, maya, ziggy vão ser prontamente enviados).
este ano a gente ficou de fora, mas em 2007, na primeira sexta-feira de outubro, tamo lá - na verdade, aqui mesmo, comemorando o catmas no papaya. espero!

vou de slide

“a slide is a sculpture that you can travel inside”, foi o que disse o artista alemão carsten höller ao expor sua mais recente obra na tate modern, em londres.
quem visitar a capital inglesa até o dia 9 de abril vai poder tirar vantagem do tobogã que preenche o hall da galeria, servindo como um projeto experimental que pretende investigar os efeitos sobre escorregar. desde ontem, quem passa pelo local é obrigado a pensar em duas questões: qual seria o resultado se os tobogãs fossem parte da nossa rotina, e se eles podem se tornar algo comum na nossa vida e na arquitetura.
surreal ou não, eu adoraria dizer aos meus amigos: encontro vocês no tubo 7; tô saindo agora pra pegar o tobogã.

10.10.06

dança de salão, de cozinha e de banheiro

é o fim das unhas descascadas, da dor na coluna, da pietra encardida. com o mop flops não tem desculpa - é chão sempre limpo e mulher muito bem cuidada

por 10 dólares você ainda ganha um par de pernas torneadas. coloca um som, inventa uma coreografia e reza pra não tomar um chão no banheiro e abrir a cabeça na pia

de luz apagada ou acesa?

mais discreto, singelo e até fino (por que não?) do que a saboneteira já postada anteriormente, engana-se quem pensa que a grande atração desta luminária é o interruptor. a graça toda está na variação da cúpula - com vergonha, meia vergonha ou totalmente sem vergonha.

por 50 libras, você liga e desliga no botãozinho abaixo do umbigo do Mr. P Lamp

suitable for the beach

todo brasileiro que vai à austrália costuma adaptar-se muito bem. dizem que as semelhanças com o nosso país são muitas: clima, galera, praia. mas a lista não pára por aí, não. mesmo com a fama imbatível dos biquínis brasileiros, a terra-dos-cangurus foi além e criou um design pra lá de arrojado. agora, é só chamar a cicarelli pra ser a garota-propaganda da marca, que é sucesso na certa. não sei se vocês repararam e nem posso garantir que foi uma homenagem, mas o biquíni é azul e a modelo tem pulseirinhas nas cores verde e amarela. como as brasileiras-bunda-e-peito vão fazer para colocar os mililitros de silicone nessa tirinha aí? ah, você realmente acha que elas se importam em esconder algo? o lance é mostrar a “marquinha”, né?!
gostou? então aproveita e leva um também. mas vai logo porque disseram que o pano está em falta...

barbieridade

nova york, 9 de março de 1959. foi nesse dia que nasceu a modelo-teenager-sempre-atual barbie. aliás, podemos dizer que a loira-alta-e-magra representou muito bem a moda e o comportamento feminino desde então. corpo de manequim e medidas perfeitas sobre as longas pernas era pouco, afinal o mundo dela sempre foi cor-de-rosa: namorado perfeito, amigos e grana pra comprar carros, mansões, e abrir o negócio que quisesse: de lanchonete a salão de beleza.
porém, se não fossem os anos 80 e a cultura trash, a barbie estaria hoje trocando o salão de beleza por um consultório de cirurgias plásticas e estéticas. não que muitas barbies (leia-se mulheres) não tenham se inspirado na tal. mas então, o que levaria o ícone dos sonhos femininos a mudar radicalmente? sim, amigas. preparem os corações e procurem aceitar que a barbie só quer ter uma vida comum, como a nossa – com direito a cabelos rebeldes, uma cervejinha, aquele cigarrinho e a barriguinha que se ganha com a mesma cervejinha, e a idade. claro, porque mulheres comuns envelhecem.
enfim, este é um assunto longo e pode ser abordado de diversas maneiras. podemos então falar sobre as coroas-pós-45, adeptas ao bronzeamento artificial, à boca artificial, aos olhos artificiais, às pernas artificiais, namoros, amigos, e status: tudo artificialmente produzido. ou então, tentamos entender aquela “amiga” mal-comida, infeliz por natureza, que usa toda a artificialidade para tentar ganhar amigos e acredita que aquele seu emprego artificial é, de fato, algo muito importante. teria ela ganhado uma barbie trash quando criança? analogias à parte (ou não), a evolução da barbie acompanhou os movimentos feministas. resta saber se a nova versão é só uma boneca para adultos, ou se é realmente mais uma representação da época...

6.10.06

(pé)lado


devo admitir que sou preconceituosa com muitos rótulos, entre eles o “auto-ajuda”. mas, tratando-se de categorias de livros, precisei me adaptar ao estilo “superbabá” e confesso que tenho aprendido bastante. não que eu esteja pensando em ter a nina agora. nana-nina-não. na verdade, precisei ler vários títulos sobre educação infantil, e o último que chegou em minhas mãos foi “filhos inteligentes enriquecem sozinhos”, de gustavo cerbasi. o nome dá preguiça, mas foi por causa dele que parei e pensei no meu pezinho de meia (ver depois), afinal a capa traz um pé de tênis de criança, enquanto eu não tenho nada além do meu porquinho, e alguns cds (que não vendo nem morta, não adianta).
depois de folhear o livro, pasmem: entrei no site do serasa, baixei uma planilha de controle de gastos mensais, imprimi um folheto com dicas de como poupar, e decidi que daquele dia em diante, contaria até dez antes de comprar qualquer coisa e lembraria constantemente da sábia dica da xitinha (três x r$ 30 = r$ 100).
segundo meus irmãos, ainda preciso melhorar bastante. mesmo assim, ver que meu saldo fechou no azul, pela primeira vez, foi o suficiente para que eu ficasse orgulhosa de mim e tivesse certeza que a auto-ajuda nem sempre é deprimente.

o que é que a paulicéia tem de baiana?


quer uma dica “quente” sobre um lugar diferente para jantar no fim de semana? que tal um restaurante especializado nas iguarias da bahia? mais que isso: um porão de uma casa simplória nos arredores da bela vista – uma coisa meio “secreta” com o nome de patuá. interessou? então pega o telefone e disca 3115-0513. quando “alguém” atender, é só reservar um horário e avisar o que pretende comer e com quantas pessoas pretende ir – só assim o endereço será divulgado e seu pedido preparado. se primeira impressão fosse realmente tudo, muitos deixariam de provar as delícias oferecidas na “casa da bá”. eu não sou fã dessa culinária, mas assim como a dica quente, amigos garantem a boa gastronomia da casa, indicam o carro-chefe (acarajé), e ainda avisam que por lá, cheque e cartão não entram. comida baiana, né?

5.10.06

the master pro final fight

passando numa rua da lapa hoje, vi um cartaz anunciando um mega evento de vale tudo em alphaville, dia 07 de outubro - é o super challenge!
legal né?

na verdade não achei. o que fisgou meu olhar foi o peito peludo de um dos lutadores. e fiquei pensando se estes esportistas não precisam depilar o pelinhos a mais, como os nadadores fazem...afinal, eles lutam sem camisa e a floresta encaracolada pode atrapalhar o deslizar dos movimentos. não?! mas depois fiquei matutando se a idéia é justamente aumentar o atrito entre os corpos suados e deixar tudo mais exitante. será? ui!

o mais engraçado é que a luta é entre o macaco e o godoi. e sabe quem é o macaco?
pensou no tony ramos versão pouca telha?
não, esse é o godoi.

4.10.06

dia mundial dos animais

é hoje. tem muita gente que acha que eles devem ser deixados para lá porque, afinal, há muitas crianças na rua precisando de ajuda e ninguém liga. nada a ver. pensamento típico de quem não gosta de animais. e apesar de respeitar, num dá para entender. ainda mais vendo uma foto como esta...num é para morrer de amor?

as coisinhas mais fofas do planeta

quem não tem não entende, e só quem tem sabe porque os amamos tanto....quer saber do que estou falando? clique aqui

3.10.06

os animais e a moda

ontem vi na tv umas manifestantes do peta (ou da peta?) invadindo uma loja do jean-paul gaultier em paris. elas sujaram de vermelho toda a vitrine para protestar contra o uso de pele de animais na coleção. deu dó da faxineira da maison.

só que, para surpresa das loucas por animais, o estilista se redimiu no dia seguinte. mostrou que gosta, sim, dos bichinhos, se preocupa com eles e inclusive os ajuda financeiramente.

olha a baleia branca que ele colocou no desfile.

luxo e requinte direto do fundo do mar.