30.11.07

day-off-sleep

quando você percebe que visita sua casa e praticamente mora no trabalho, uma folga planejada é motivo suficiente para tirar o sono. na última terça, meu recorde: vinte horas para o jornal, o que me concedeu, somado às outras muitas horas, uma sexta-feira tranqüila. daqui a pouco estarei a caminho do mar. e desde que deitei minha cabeça no travesseiro hoje, por volta das 2h, senti meu coração bater forte e minha vista palpitar entre vários flashes da minha mente, confusos e inesperados.
talvez meu sono linear tenha durado no máximo meia hora. e neste período, sonhei que planejava uma viagem de um dia para santos com alguns amigos. era uma espécie de viagem de trabalho, em que estávamos escoltados por militares. o motivo da escolta era um convidado especial que levaríamos para a praia. e o convidado especial era hector babenco, que no meu sonho apareceu em forma de jegue. ele tinha uma voz gozada e estaria nos acompanhando para falar sobre o seguinte tema: territórios. sim, discutiríamos na praia a relação entre o mar e o continente, o descaso da argentina com o brasil e fecharíamos a pauta tentando nos safar do óbvio: a água vai dominar a terra.

alguém me explica o que é o sonho, por favor???

24.11.07

go pee or poo?

lendo o blog do marcelo katsuki, encontrei algo curioso (e que tem tudo a ver com o água de mamão). a gente gosta tanto deste assunto, que é óbvio que testaríamos o sorvete de chocolate ou até o serviço completo do tal de modern toileit. cada vez mais comum na china, o "bistrô-banheirão" tem decoração e cardápio temáticos!

22.11.07

oooooooooooooooooooi.


miau au


em busca de cão ou gato, a cuca achou logo um modelo dois em um: a cadelinha baleia (igualzinha a essa da foto), já veio adulta, grande e, quase uma contradição entre termos, pulando nos móveis altos como faz todo o felino.
como já disse a sábia luciana gimenez, em momento de profunda inspiração, 'quem procura acha, você sabe, né?'

21.11.07

instinctus patologicus maternus
















de uma amiga da irina, recém entrada na vida de mãe:


"cara, fico até sem graça de levar meu filho na pracinha. o meu é tão lindo e os outros bebês são tão feios que acho que as mães ficam constrangidas, se sentindo mal..."


(meda. muita meda)


aqui, um site meio maldoso, pero mucho, mucho realista: ugly baby contest.

17.11.07

tião e seus amores

tião, o motorista do jornal, enquanto me levava para uma pauta...

sou de goiânia. lá sim é bom pra macho. oito mulheres pra cada homem
legal.
eu não desgarro de lá. vou pelo menos três vezes por ano.
volta pra lá.
não posso, tenho minha dona aqui.
sua o quê?
dona, a julizete, mais conhecida como zete. já faz cinco anos que eu to tentando gostar dela.
que horror, cinco anos tentando gostar? ela gosta de vc?
tb não. a gente se entende.
e por que estão juntos?
somos que nem eduardo e mônica.
ah tá. mas eles se gostavam.
o que quero dizer é que ela ta sempre adiantada, sabe tudo, conhece tudo.
e ela é mais velha tb, tipo a mônica?
é sim, só gosto de mulher mais velha. a mais nova que eu peguei tinha 29.
mas isso não é velha.
é que na época eu tinha 13. a zete tem 54. mas eu to procurando uma de 70.
vc não conhece nenhuma de 70, não?
tem minha avó, com um pouco mais que isso. mas acho que vc não é o tipo dela. pára, vai, quer mesmo uma de 70?
me arruma uma de 70 que vc vai ver, ela nunca vai passar uma vergonha, vai se sentir jovem pra sempre, vou fazer dela a mulher mais feliz do mundo.
mas e a zete?
a zete não quer me dar um filho. Isso pega.
e você acha que a de 70 vai querer?
é, acho que tb não...
então volta pra goiânia.

no fundo dava pra ouvir “balada do louco”, do raul. mera coincidência.

6.11.07

nem pérola, é diamante

hoje de manhã, com a bigu no telefone:

- a rita tá quase de quatro meses, vai dar pra saber o sexo do bebê no próximo ultrassom

bigu: - nossa, que legal!

- é! mas eu não sei se prefiro menino ou menina...

bigu: meu, pede pra ser menina!

(errrrrrrrrr...

cuma?)

jeu de mot. idiot

muitos trocadilhos são bons (como os que a gente faz por aqui hehe) outros, como diz o chavão, são infames e outros, bem... há casos de vergonha alheia - usando eufemismozinho pra fazer a fina aqui.

no site da tok&stok tem um texto muuuuito ruim pra descrever uma tendência que eles chamam de urbano barrock - opa, a mistura de barroco com rock (pegou?)

mas fica ainda pior:
"com muitos detalhes, a tendência barrock traz um pouco mais de glamour mas sem ser esnobe, afinal, let's barrock and roll!"

let's whatiiiiii?

(quãn, quãn, quãn...)

2.11.07

dirty bra (sileiras)

ontem a li, minha prima que acabou de voltar da alemanha - onde morou por um ano - veio em casa. e conversando sobre a viagem me contou que achou os alemães um porcos. "é uma delícia dividir o banheiro com uma alemã, o chuveiro é praticamente só seu.". segundo ela, a impressão que teve dos turcos foi ainda pior. num congresso de 5 dias em algum lugar quente que não lembro, uma turca até tomou banho - sem lavar o cabelo, que pingava óleo - mas vestiu, durante toda a viagem, a mesmíssima roupa. já das russas ela teve uma impressão melhor. parece que tinha uma lá limpinha, cheirosa e, diferentemente das alemãs, que não costumam usar sutiã, a russa até gostava de mostrar o dela e cada dia tava com um.

"li, eu não troco de sutiã todo dia"

"nem eu"

imagina o que as russas acharam das brasileiras...