31.5.08

cptm

sempre soube que a palavra referência podia ter várias denotações. entre outras, de "ato ou efeito de referir, contar ou relatar" a "informações sobre uma pessoa ao novo empregador, passando pelo sentido mais comum aos modernetes, quando se "inspiram" (hã hã) em algo, ou seja, copiam. "usei de referência".

enfim, sabia de tudo isso. mas não sabia que 'referência' também era gíria de mano. e mano mina, veja só.

ainda na manicure do jornal, duas mulheres conversando. e um adendo antes do fato: eu não saberei reproduzir o diálogo na íntegra, com todas as gírias e expressões. me faltam referências. na próxima mão, eu levo um gravador.

- onde é que você mora?
- eu moro em santo amaro
- em santo amaro mesmo ou é referência?
- é, moro no jardim são luiz

depois desse e do diálogo seguinte, em que elas repetiram a palavra referência com a mesma conotação, perguntei:

- vem cá, o que é referência?

- ah, mano, é quando você diz um lugar perto. você não vai falar que mora no capão redondo, em parelheiros, né? pega mal

ah, tá. você uma referência. melhor dizendo, você mente. mano.

30.5.08

era só um esmaltezinho chanel...

segunda-feira a néia chegou na redação com as unhas pintadas de pink. achei lindo, ela contou que era um esmalte chanel, achei mais lindo ainda e pedi emprestado.
hoje desço no salão do jornal para, enfim, usar o rosa choque. a thata tinha ido uma hora antes e passado também. a manicure que fazia a mão da mulher do lado começou a comentar da cor.
disse pra sua cliente: você viu que diferente essa cor. aposto que ela é da redação. você é da redação, né?
(com vergonha) sou sim
viu, não falei? e novamente pra cliente: vocês usam sempre as mesmas cores, são normais, o pessoal da redação usa tudo essas outras cores
a cliente, para mim: viu que ela te chamou de anormal, né?
(com mais vergonha ainda): vi
a manicure: anormal eu quis dizer especial

e como se não bastasse:
vocês são tudo fashion. tem uma outra menina da redação que semana passada pintou a unha de azul. aí ela disse que aquela semana só ia usar roupa azul pra combinar com a unha. tem vez que é tudo vermelho, tem vez que é tudo verde...
juro que nem quis saber quem é essa outra menina tão fashion da redação...

ô-ôu

ontem, eu e a lola fomos até o carrefour que fica na frente do jornal. na volta, vi um menino perto de um carro, com cara de suspeito. quando ele olhou pra gente, falei pra ela 'vamos logo que parece um trombadinha'

não é que ele vira pra mim e diz todo fofo (e bem alto):

- moça, você é bonita hein!

e minha cara de cu?

roupa anti-bofe

anteontem fui pegar um documento na impressora e alguém tinha mandado imprimir um panfleto que anunciava o bazar da fábia berseck. perguntei de quem era e nada. a folha ficou comigo. daí ontem eu gritei: quem quer ir no bazar da fábia berseck?

antes que alguém respondesse, um colega disse: "fábia berseck é roupa de quem não transa". todo mundo morreu de rir.
agora a gente pode fazer uma lista de marcas de roupas para pegar bofe e de roupas para afastá-los.


27.5.08

news(bath)room

foi foi durante o mesmo telefonema. enquanto eu e manuca criávamos nossa versão escatológica do 'vou chorar', a mesma mulher no jornal que tem berebas pretas no pescoço e tira pêlos do queixo com pinça no banheiro - pra quem quiser ter o desprazer de ver (e eu já quase vomitei) - deu um check up nas axilas, ali, no meio da redação. sem a thata momentaneamente na minha frente, fui testemunha ocular do fato.
ela passou a mão direita debaixo do braço esquerdo, cheirou. passou a mão esquerda debaixo do braço direito, cheirou de novo. então, no doubt, sacou um desodorante da gaveta e passou ali mesmo, sem ao menos olhar pro lado.

que fique claro que essa história da perebenta nada tem a ver com outra, acontecida tempos atrás. uma de nossas queridas papayetes, ao mostrar um armário de sei lá o quê para as adolescentes da galera capricho, aproveitou o braço levantado, virou o rosto de lado e, disfarçadamente, deu uma cafungadinha. só não contava com a astúcia de sua chefe (e amiga): ahá, tá dando uma conferida, é?

mulheres que amarrotam têm classe. chefe é que enxerga demais. né, não manuquita?

(mas como já dizia a lola em meados de 2004... é cheiro de vida!)

não tô passada

eu sempre achei que o mundo se dividia entre as mulheres que se amarrotam e as que não se amarrotam. eu explico. as que se amarrotam são aquelas, como eu, que quando saem de casa estão quase pefeitas (sei), mas que basta pegar o carro ou descer as escadas do prédio para já ir desfazendo o visual. e, no final do dia, a roupa está amassada, o cabelo despenteado, a olheira lá na bochecha. e as que não amarrotam são aquelas que vivem com cara de "acabei de sair do banho", com a roupa, o cabelo e a maquiagem impecáveis. pensava isso só com meus botões, até que joguei isso aqui na redação e todo mundo concordou. e não foi só isso, fizemos uma lista das que se amarrotam e das que não se amarrotam. para ficar mais fácil, vou exemplificar com nomes de celebridades. e que fique claro que esta lista não tem nada a ver com beleza, estilo ou atitude. o conceito é mais profundo do que tudo isso.

se amarrotam: luana piovani, juliana paes, patrícia pillar e malu mader.
não se amarrotam: carolina ferraz, cristiane torloni, aline moraes e rachel wiesz.

e enquanto fazia o post lembrei de uma frase que minha mãe, a zezé, me falava quando eu usava aqueles moletons grandes: você está parecendo uma marmota! mal sabe ela que uma peça oversize é tudo nos dias de hoje!

26.5.08

vou rimar

na redação onde trabalho, uma ex-colega fez uma versão da música vou chorar, do leandro e leonardo, que falava sobre o função do editor. cante a letra seguindo a melodia:
"vou editar, desculpe mas vou editar, não ligue se eu muito cortar, faz parte da minha profissão".

daí, hoje, estava no telefone com a bela e fizemos um dueto sobre um dos temas que mais amamos, o pum. o mais legal é que foi sem querer, ela começou a cantarolar de lá e eu de cá:
"vou peidar, desculpe mas eu vou peidar, não ligue se muito cheirar, faz parte desta combustão".

alguém sugere nomes para nossa dupla? os patrocinadores já temos: activia e all bran.

12.5.08

brotherhood

ontem minha cunhada passou mal, estava com dor de estômago e de barriga. hoje perguntei pro meu irmão se ela estava melhor e ele disse que ela tinha vomitado a noite inteira por causa de uma intoxicação alimentar.

- nossa, não achei que ela estivesse tão mal assim...

- é. isso me faz lembrar quando você tinha 10 anos e eu 14. acordei mal e disse que não conseguia ir pro colégio. você chamou a mamãe num canto e disse que eu tava mentindo porque a gente tinha brincado a noite toda. e eu com apendicite, quando cheguei no hospital, o apêndice já estava supurado.


hihi
(engraçado, não lembro disso...)

1.5.08

scarlett e eu

ahhhh...o que seria de mim nos plantões se não fossem sites inúteis e divertidos como o morphthing.com?

lá, você pode ver as caras das celebridades misturadas entre elas, como a marilyn monroe com a christina aguilera, marilyn manson com michael jackson, etc.

mas a melhor parte do site é aquela onde você carrega uma foto sua e mistura com a de outra celebridade.

e por falar na minha mistura com a scarlett johansson, alguém conhece um bom cirurgião plástico?

caça aos pennies de nova york

essa história de ficar misturando inglês com português às vezes nao cai bem. esses dia tava falando pra minha amiga brasileira que nunca vi como os americanos não estao nem aí para moedas. todos os dias vejo pelo menos umas 50 moedas de um centavo no chão. todos os dias! até que esses dias eu disse a ela: "agora não quero nem saber, vou pegar todos os pennies que eu encontrar pela rua!"