7.1.11

PENEIRA


termino o dia e começo o ano com uma sensação de "está tudo errado". e lendo o post da nana, lembro que, como ela, também ensaiei várias listas de balanço de 2010, também não consegui fazer nenhuma. mas já não escrevo mais como antes o que justifica ambas as questões.

está tudo errado.

mas deu tudo certo.

não sei como definir o ano que acabou. não me dou chance nem de pensar, tamanha foi a complexidade e variedade de acontecimentos. tive vários anos dentro do mesmo. a loucura que pedi e despedi. uma sample da história de amor que desejo. a londres que imaginava.

me fudi sozinha tantas vezes quantas foram necessárias. e só me senti solitária em um ou dois momentos, durante o verão, porque eu queria estar com ele. e passou.

não senti nenhuma saudade doída. só fiquei sem chão em willesden green - porque ninguém merece ouvir pagode e português errado em londres. e sei ir de qualquer lugar pra lugar nenhum sem stress.

fiz amigas de verdade.

uma hora, porque vale a pena, vou pontuar os acontecimentos de 2010. agora, preciso decifrar o "está tudo errado". é ele que me leva a mudar, foi ele que me trouxe pra cá.

Nenhum comentário: