17.3.11

DE QUANDO EU LEIO ELA



vou buscar o comentário do amor dela. acho que sempre tem. porque acho o amor dela o mais lindo e me surpreendo quando percebo a existência dela anterior a ele. como sou burra e fútil e ingênua. é claro que ela já era ela antes dele. nem que fosse o broto.
e ela já era dela antes de ser dele. e espero que continue assim, que separe as opiniões, que mantenha as diferenças.
mas esse é o meu medo, não o deles. 
mas esse é meu medo de ter a idealização romântica frustrada. ridicularizada a esperança.

mas já faz tempo esse amor. e ela não se perde. 
como eu admiro essa menina.


Nenhum comentário: