18.4.11

APESAR DE MIM


Hoje eu acordei pela primeira vez às nove. E não às dez. E meia, onze. Demorei pra sair da cama porque eu podia, porque eu queria e porque não eram dez e meia onze. E fiquei menstruada e tomei café e a nova pílula pela primeira vez. E pela primeira vez, depois da última, meu estômago voltou a doer. Então sentei para trabalhar até que ficasse estafada o suficiente para ter vontade de chorar.  Porque foram muitas pequenas mudanças de ontem pra hoje. Eu precisava andar.

[amanhã vai ser outro dia]

imagem

4 comentários:

Lu Orvat disse...

"Ser como o rio que deflui
Silencioso dentro da noite.
Não temer as trevas da noite.
Se há estrelas nos céus, refleti-las.
E se os céus se pejam de nuvens,
Como o rio as nuvens são água,
Refleti-las também sem mágoa
Nas profundidades tranquilas."
Manuel Bandeira

Long Haired Lady disse...

essa garantia que vai tudo pode mudar amanhã é tudo!

ps. vou te responder o email…amei a dica!

beijo!

Isabela disse...

<3 love it, both!
(and yeah, foi ótimo!)

Anônimo disse...

Essas pílulas são as novas drogas? rs bjo! Estela