13.6.11

BOLEIRA


E então que meu terceiro birthday cake em um mês foi sucesso absoluto. Mesmo que, na última hora, o pânico tivesse se instalado. Afinal, como é que o bolo ia chegar intacto - após caminhada e metrô - ao destino final (aniversário da Laysan, em Angel)?
Várias tentativas de acondicionamento (frustradas) depois, a caixa de uma bota pareceu perfeita. E nem o calor de 100 graus da Victoria Line derreteu minha preciosidade.
Mais do que pelo uníssono dos elogios e pelos vários pedidos da receita, fiquei feliz mesmo quando vi as pessoas peleando para raspar a bandeja.

[isso é uma reconquista. eu era uma boleira de mão cheia quando era criança]

5 comentários:

patricia disse...

deu agua na boca...

Marsiglia disse...

Dona Palmeirinha já ganhou uma substituta.

nana tucci disse...

que morangos vermelhos lindos!

Caso me esqueçam disse...

sim, mais e aih, a receita? cadê?

Isabela disse...

a receita é secreta! assim como o motivo desses morangos tão perfeitos (que, vai, parecem corações!!!)
<3

[luci, inbox!]