3.8.11

VAI. VOA


Domingo, me desfiz de metade das minhas roupas. E quando digo metade, não é modo de dizer. Talvez até tenha sido mais da metade. E se não foi, ainda vai ser.

Olhei pro bando de mala que me cercava, concordei com o olhar de espanto alheio diante da quantidade e lembrei do absurdo de usar só 10% daquilo. Pensei tudo isso num minuto largo porque acomodou uma ligação rápida para minha mãe: O que você acha de eu dar metade das minhas roupas para a caridade?
"Acho ótimo".
Desliguei e comecei a via crúcis. Dois dias, muita dor nas costas e sentimentos variados. O maior, de vazio. Mas daquele vazio que você sente quando toma laxante depois de uns dias constipada.

O vazio de alívio.

E, assim, comecei a semana na casa provisória.

E estou aqui porque foi um dos insights que tive depois do ritual na República Tcheca.

Têm sido muitos, os insights. Um atrás do outro, nos mais diversos momentos. Sinto que estou trocando de pele, de tantas mudanças.


Roupas,
          pele
              e vão diminuindo as camadas.


imagem

2 comentários:

Caso me esqueçam disse...

no brasil eu usava a formula: nao usou durante os ultimos seis meses, doa pra caridade. aqui eh mais complicado por causa das estacoes hehehe agora, se eu nao usei tal casaco no inverno passado, eu doo. meu guarda-roupa agradece...

Anônimo disse...

Adorei! Inspirador, principalmente para quem está começando a fazer as malas! beijão, Isa