15.2.12

BERLIN, L.A., NY, INDIA


Não paro de procurar novos caminhos. E meus caminhos, agora - pelo menos até abril - estão aqui. Se der pra ir ali até Brasília, ótimo. Mas, logo depois, se eu tivesse que definir imediatamente, diria Índia. Meio de abril até meio de julho. Três meses num ashram. De lá, auge do verão europeu - a não ser que as mudanças climáticas decretem outro mês, como fez ano passado - iria pra Berlim. Dali - e aí é que tá -, já não tenho tanta certeza, não sei nem onde encaixar o grande desejo de NY. Porque aí entram as serendipities em particular e a vida em geral. O que é ideal. Graça nenhuma teria viver sob tanta regra e controle.
Só sei que prefiro, este ano, um inverno californiano. É lindo. E eu sinto saudade.

E estes projetos de planos não são pra mim. Não são pra você. São pro universo. That's the natural order, if you know what I mean.

[mas atente para um fato: eu não vou mais parar de dançar. essa foi uma das descobertas do meu caminho ano passado. minha, meu]

(E a imagem, putz, no se, roubei do FB de alguém)

Nenhum comentário: