26.6.13

FÚRIA E LIBERTAÇÃO UTERINA


A resenha do Estadão:


"O livro é extremamente irônico, analisa a autora, que admite ter recorrido a formas literárias experimentais (hoje clássicas, como o fluxo de consciência joyciano e a narração não linear) para associar sua parábola de renascimento e reintegração social a um recurso formal que desintegra a literatura para que ela, paradoxalmente, possa sobreviver. A demolição da biologia evolucionista, por meio das críticas que Mia faz ao marido cientista, vem acompanhada de autocrítica, quando Siri toca em histeria feminina* e outros temas subjacentes.
Ela só não admite que seu evocativo e tragicômico livro tenha como heroína uma mulher cujas referências são exclusivamente masculinas, como assinalou um crítico, que sentiu falta de citações a Simone de Beauvoir e Margaret Fuller no lugar de luminares do mundo dos homens. "Não vejo razão para Mia não falar em Freud ou Kierkegaard", rebate a autora." 
[*tenho pensando muito em histeria, no conceito freudiano. e vai estrear Augustine logo mais]

24.6.13

PORQUE DÓI. MUITO


Antes de deitar na maca, lembrei de pensar na minha frase pessoal para momentos-limite (diretamente inspirada na frase de outra pessoa, admito): "eu tomava ayahuasca e fazia ashtanga, isto não pode ser mais difícil". E cantarolava mentalmente a parte emblemática de Comfortably Numb pra momentos de dor pontual com agulha "Ok, just a lilttle pin prick/ There'll be no more aaaaaaah..." acreditando residir (e morrer) na picada o problema.

Mas o que.

Punção é o ato contínuo de puncionar. Ad eternum, infinitum, non stop. É uma ação no gerúndio;  puncionando e puncionando e puncionando. Até que você não consiga obedecer a ordem de não engolir, não falar, não se contrair de tanta dor. E ter a sensação de que vai vomitar, mesmo tendo uma agulha enfiada no pescoço. Então, chorar convulsivamente quando acabar. Sem conseguir respirar. Em pânico.

Assim é um exame de punção de tireóide. Se te disserem que é diferente, não acredite.

You may feel a little sick.


Ilustra da Negahamburguer