3.12.13

"A PRÁXIS DO IMPROVÁVEL JUNTO À EPIFANIA DA DESORDEM"







Que lindo é Tatuagem! A frase do cartaz acima mais essa frase (do título do post) falada pela personagem Clecio, definem bem. E estética kitsch regional '70 recifence  (não achei fotos) iluminava os meus olhos cena a cena - eu tinha vontade de fotografar a tela, ai, se isso fosse possível…

O mais louco é que, domingo de manhã, eu pensei: nossa, duas pessoas, na mesma semana, disseram que tiveram epifanias. E pensei também: acho que não sei exatamente o que epifania significa.

Então, horas depois, na praia, Clecio disse a Paulete,

…epifania é dar vazão ao desejo.



[adoro a vida!]

2 comentários:

Nina disse...

Eu ia ver esse filme, mas o maridão insistiu para vermos Woody Allen. Sorte que esse domingo iremos novamente ao cinema daqui, pertinho de casa. Não perderei o Tatuagem, pode deixar!
Abraços.

Isadora Ferreira disse...

Lindo demais essa filme! Bateu forte! Adorei seu post, Isa! Pena que, no fim, não vimos juntas! Beijo e saudade de você!